Menu Principal

Prevenção e Emergências

Temas de Interesse

Doenças dos Animais

Acupunctura e Homeopatia

Video



Get the Flash Player to see this player.

time2online Joomla Extensions: Simple Video Flash Player Module

Siga-nos no Facebook

Facebook

A importância da prevenção da doença
Escrito por Administrator   
Segunda, 22 Março 2010 14:33

 

 

A IMPORTÂNCIA DA PREVENÇÃO DA DOENÇA

 

importancia_prevencao_doenca

 

 

 

Tal como acontece com os humanos, a prevenção da doença nos animais é muito importante. Por todas as razões, quer seja pelo bem-estar do animal, pela nossa tranquilidade e pela poupança. No final de contas, além de tudo fica muito mais barato prevenir do que tratar, principalmente se recordarmos que as despesas veterinárias não podem ser alvo de quaisquer tipo de descontos ou benefícios fiscais. Também por isso, pela inevitável despesa que é manter um animal bem cuidado, um acto de adopção deve ser bem ponderado, levando sempre em conta que, além da alimentação e do controlo veterinário de rotina, as situações inesperadas de doença trazem despesas acrescidas.

Para que um animal se mantenha sempre de perfeita saúde precisa de cuidados de alimentação, de higiene, de atenção e de carinho, porque a indiferença e a negligência também conduzem a quadros de alterações de comportamento e de doença.

A alimentação deve ser de boa qualidade, já que neste campo o barato pode sair caro. Aquilo que poupamos em comida de menos qualidade, com nutrientes desequilibrados e demasiada gordura (como geralmente acontece em rações baratas), podemos acabar por vir a gastar no veterinário, devido a problemas intestinais, de pele e de pêlo, de rins e bexiga, e até de problemas de carências nutricionais, que tornam o animal mais debilitado e menos resistente à doença, como por exemplo a infecções.

Uma das coisas importantes para fazer uma prevenção eficaz da doença é observarmos o nosso animal e aprendermos a conhecê-lo profundamente. Desta forma, quando há alterações de comportamento temos a capacidade de as detectar imediatamente, tornando a possibilidade de tratamento e recuperação do animal muito mais fácil e eficaz.

Os animais não se sabem queixar, não sabem dizer que não se sentem bem ou que lhes dói alguma coisa. Para piorar ainda mais a situação, os animais têm normalmente uma resistência à dor que pode fazer com que a doença esteja já avançada quando um cão ou um gato começam a manifestar sintomas de dor. No entanto, há alguns sinais a que os donos devem estar atentos e que devem levar a que seja procurado imediatamente um veterinário.

Quando se trata de animais, não se deve esperar “para ver se passa”, porque a sua situação clínica pode piorar dramaticamente apenas de um dia para o outro, até porque quando o animal manifesta sinais e sintomas pode já estar a ficar doente há algum tempo e precisar de tratamento imediato. Vale mais prevenir do que remediar, e mais vale ouvir o veterinário dizer que o animal não tem nada… do que não há nada a fazer.

Aprenda a conhecer o seu animal, esteja atento a comportamentos que saem da normalidade e procure o veterinário de imediato sempre que detectar qualquer um dos sinais seguintes:

  • Falta de apetite
  • Não beber água ou beber demasiada água
  • Vómitos recorrentes
  • Não urinar ou dificuldade em urinar
  • Começar de repente a urinar pela casa (podem existir infecções urinárias)
  • Não defecar ou dificuldade em defecar
  • Diarreia
  • Coçar-se insistentemente
  • Abanar a cabeça insistentemente
  • Andar desequilibrado e/ou cair frequentemente
  • Tristeza ou apatia ou aumento de agressividade
  • Existência de feridas, caroços ou peladas
  • Babar-se muito
  • Lacrimejar constante
  • Presença de secreções no nariz, olhos ou ouvidos
  • Dificuldade em deitar-se ou levantar-se

 

Quando detectar qualquer um destes sinais, não espere para ver se o animal melhora e leve-o de imediato ao veterinário.

Esteja, também, atento ao comportamento do seu animal consigo. Por exemplo, se tem um gato ou cão de colo e ele começa a procurar lugares escondidos para se deitar, pode estar a sentir-se mal. Da mesma forma, se o seu animal não tem o hábito de procurar o seu colo e começa a aproximar-se insistentemente de si, querendo ficar encostado a si ou deitado no seu colo, pode estar doente.

Para poder mais facilmente identificar qualquer problema que possa estar a atingir o seu animal, observe diariamente a quantidade de água e comida que ingeriu, mantenha as caixas de areia sempre limpas para poder analisar a quantidade e qualidade de xixi e cocó diariamente, e esteja atento ao seu cão na rua, para verificar se ele tem dificuldades de urinar ou defecar.

O nível de saúde de um animal passa também pela parte afectiva e emocional. Dê passeios com o seu cão, para que possa fazer exercício, e aproveite para brincar com ele: se estiver numa zona onde ele possa correr em liberdade, leve bolas ou barritas próprias para atirar e para ele ir buscar; se não puder deixá-lo andar solto, leve brinquedos que ele possa morder e puxar na sua mão. Em casa, principalmente se ele for o único da sua espécie, não o deixe isolado demasiado tempo, permitindo-lhe usufruir da sua companhia e do seu carinho. Se for um gato sozinho, pense em arranjar-lhe uma companhia. Até lá, tire 15 minutos para brincar com ele com fitinhas, bolas ou ratinhos, para estimulá-lo e permitir-lhe fazer exercício. Mesmo que sejam dois gatos, lembre-se de uma ou duas vezes por semana brincar um pouco com eles. Mas quer se trate de cães ou de gatos, não lide com eles com indiferença, demonstrando-lhes carinho através de palavras e festas.

Dentro dos cuidados veterinários básicos de prevenção devem constar:

  • Vacinação sazonal, conforme indicação do veterinário
  • Desparasitação interna regular
  • Desparasitação externa periódica, caso seja necessário, mas principalmente nos meses de Primavera e Verão (é sempre necessária em animais que tenham acesso ao exterior, embora os que vivem sempre dentro de casa possam passar mais tempo sem receber anti-pulgas)
  • Esterilização/castração, muito importante para eliminar a possibilidade de infecções dos órgãos reprodutores e diminuir as probabilidades de desenvolver tumores e cancros
  • Corte regular de unhas, para prevenir problemas no andar
  • Consulta de rotina anual em veterinário, para observação geral e despiste de algum problema que possa existir, nomeadamente pequenos caroços ou tumores, problemas de dentes, de ouvidos ou de olhos.
  • Check-up geral, com análises laboratoriais completas, a partir dos 7 anos
  • Despiste periódico de doenças parasitárias, como Leishmaniose, Dirofilariose, Febre da Carraça, etc

Tenha atenção a:

  1. qualidade da alimentação, escolha rações de boa qualidade, peça conselho ao seu veterinário sobre qual a ração mais indicada para o seu animal, dependendo da sua condição física, de saúde e de idade
  2. higiene do areão dos gatos - permite, inclusive, detectar diariamente (e, logo, precocemente) se existe alguma alteração, como ausência de urina e de fezes
  3. qualidade das fezes do seu animal, seja cão ou gato, tendo o cuidado de verificar se são demasiado duras ou moles, se há presença de parasitas e se o animal sente dificuldade ou tem esforço para urinar ou defecar

 

MAIS VALE PREVENIR DO QUE REMEDIAR

EM CASO DE DÚVIDA, CONTACTE DE IMEDIATO O SEU VETERINÁRIO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os Residentes

penha.JPG

Datas Importantes

No events

Inquéritos

Considera importante uma nova Lei de Protecção Animal em Portugal?
 

Contactos de Urgência

Associação ANIMAL Denúncias e conselhos/apoio sobre crueldade e abandono animal Tel.: 96 132 08 18 info@animal.org.pt
Comando da GNR Telefone 213 217 000 guardarepublicana@gnr.pt
Comando da PSP Telefone 217 654 242
Linha SOS Ambiente (SEPNA) Para denúncias sobre crueldade animal ou situações que violem a legislação ambiental 808 200 520
CSEPNA Para denúncia de maus tratos animais, crueldade, negligência e animais em risco ligue 21 750 30 80 - 961 195 298 sepna@gnr.pr

Estatistica de Visitas

mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje71
mod_vvisit_counterOntem124
mod_vvisit_counterEsta Semana497
mod_vvisit_counterSemana Anterior704
mod_vvisit_counterEste Mês1949
mod_vvisit_counterMês Anterior3429
mod_vvisit_counterTotal1174633

Online (Ultimos 20 min): 3
O Seu IP: 54.82.57.154
,
2018-01-19 16:31

Ficha Técnica

Criação, organização e manutenção:

Jo@o Gomes

Concepção e conteúdos:

Filomena Marta

Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.